Como a doença crônica afeta uma família

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br



Uma condição crônica de saúde pode afetar a família de maneira significativa. Pais com doenças crônicas, como diabetes ou doenças cardiovasculares, tem que lidar com ansiedade e frustração. Eles se preocupam com o futuro de seus filhos e sentem-se frustrados por não poderem cuidar deles da melhor forma possível. Isso é especialmente verdadeiro para condições crônicas em que o diagnóstico pode ser negligenciado. Agora que a ameaça de coronavírus é generalizada, muitos médicos têm medo de diagnosticar seus pacientes, especialmente com ataques cardíacos. De acordo com Escritório de advocacia Tinker, faz com que os médicos atrasem o diagnóstico.

Como a doença crônica afeta uma família 4

Vamos dar uma olhada em alguns dos efeitos que as doenças crônicas podem ter em uma família abaixo:

Estresse Financeiro

As doenças crônicas são condições de longo prazo que requerem cuidados de longo prazo e fazem com que as famílias sofram de estresse financeiro. A maioria das famílias requer duas rendas para viver confortavelmente, portanto, se apenas um dos pais for capaz de trabalhar, os ajustes necessários devem ser feitos.

Desapego Emocional

Se uma das crianças requer cuidados constantes dos pais porque ela tem uma condição crônica, outras crianças podem sentir um desapego emocional de seus pais. Por quê? Quando os pais ficam preocupados em cuidar de seus filhos que precisam de cuidados especiais, eles podem esquecer que têm outros filhos que também precisam de atenção, amor e afeto. Em alguns casos, essas crianças sentem ressentimento em relação ao irmão doente, e isso pode criar mais problemas para a família.

Esgotamento do Cuidador

Cuidar de um membro da família com doença crônica pode ser exaustivo. Imagine gastar tanto do seu dia cuidando de alguém que não tem mais tempo para si mesmo. Doenças crônicas podem causar exaustão do cuidador. Quando isso acontece, pode causar tensão na dinâmica familiar. O cuidador pode sentir raiva e culpa, enquanto o paciente pode sentir vergonha e frustração.

Leia Também  6 coisas no local de trabalho que podem comprometer a saúde de seus funcionários
cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Como passar por isso

Embora seja bastante desafiador, as famílias podem prosperar sendo abertas umas com as outras. Depois de aceitar o fato de que seu ente querido está sofrendo de uma doença de longa duração que precisa de seus cuidados constantes, é mais fácil resolver quaisquer tensões no relacionamento. A chave aqui é manter uma comunicação aberta.

Os pais podem conversar com os filhos sobre por que eles não podem comprar os brinquedos mais caros. O paciente, se possível, pode trabalhar em casa ou inventar outros projetos lucrativos, contribuindo para as despesas familiares e médicas.

As crianças podem conversar com os pais se sentirem que são tidas como certas. Eles precisam se sentir capacitados para se abrirem com seus pais. Os pais, por outro lado, podem definir uma programação para garantir que estão passando um tempo de qualidade com cada filho.

Você pode reduzir o cansaço do cuidador pedindo ajuda a outros membros da família. Você não deve se sentir culpado se for tirar o dia de folga para cuidar de si mesmo. O autocuidado é necessário se você deseja prestar o melhor cuidado ao seu ente querido. Você tem que se manter saudável, então se precisar respirar para fazer isso, você deve tomar um. Ninguém irá julgá-lo se você for a um spa ou à praia para ajudá-lo a relaxar e descontrair.

Conseguindo ajuda

Se uma doença crônica está causando enormes desafios para sua família, nunca hesite em pedir ajuda, especialmente quando você sentir que é muito difícil lidar com ela internamente. Existem inúmeras opções de suporte disponíveis. Você pode trabalhar com psicólogos, médicos, assistentes sociais, terapeutas familiares e organizações de pais para ajudá-lo a superar os desafios de cuidar de um membro da família com uma doença crônica.